Todas as Notas Autoadesivas

Descrição

Nesta combinação de atividades off-line/on-line, os participantes exploram como algumas imagens digitais são feitas de pixels e como essas imagens são estruturadas e exibidas. Eles discutem o que mais gostariam de comunicar on-line e criam sua própria ferramenta de comunicação visual para fazer isso: uma arte de imagem em pixel ou um adesivo web. Eles criam adesivos web primeiro em formato analógico e os recriam com ferramentas digitais. Os participantes adicionam seus adesivos aos seus próprios sites (se eles criaram sites nas atividades do WRITE) ou tentam enviá-los por e-mail ou postá-los nas mídias sociais.

Objetivos da Aprendizagem

  • Definir o termo ‘pixel’.

  • Explicar como os bitmaps determinam a resolução da tela.

  • Criar imagens em pixels on-line e off-line.

Tempo Necessário

45 minutos a 1 hora dependendo do tamanho do grupo

Público-alvo

Pode ser adaptado para públicos de 13 anos ou mais; com níveis variados de experiência com a web

Materiais

  • Notebook com conexão à Internet

  • Print out pictures within this activity or pull up on computer/project setup

  • Quadro branco, flipchart ou papel

  • Notas autoadesivas multicoloridas

  • Lápis ou caneta

  • Fita adesiva

Habilidades de Alfabetização Web

  • Design

  • Remixagem

  • Compartilhamento

  • Conexão

  • Avaliação

Habilidades do Século XXI

  • Comunicação

  • Colaboração

  • Criatividade

Introdução

[1 min]

  • Explique: falaremos sobre como os computadores criam e armazenam imagens usando muitos pedacinhos de cor e como usamos essas imagens para comunicarmos on-line. E nós vamos criar algumas imagens muito simples, tanto em formato analógico quanto digital.

Pixels

[5-10 min]

  • Pergunte aos participantes: Quem já ouviu o termo “pixel” antes? O que é um pixel? O que você sabe sobre eles? Dica! Pode ser necessário explicar a diferença entre o termo de computação e o produto de smartphone Pixel do Google.

  • Explique: O termo “pixel” vem da palavra em inglês Picture Element. É o menor elemento possível, a menor unidade de informação em uma imagem digital.

  • Eles aparecem na tela do computador como pontos de luz brancos ou coloridos ou como pontos que não estão acesos e aparecem em preto.

  • Criar imagens com muitos elementos minúsculos não é uma ideia nova! Vamos ver e falar sobre alguns exemplos.

  • Pergunte aos participantes: quais são as semelhanças e diferenças nas seguintes imagens? Qual é o menor elemento que compõe cada imagem? (pode mencionar a mistura de cores e camadas de pinceladas do artista George Seurat, Chuck Close usa pinceladas, mas dentro de uma grade, o videogame Space Invaders não tem mistura e camadas, e você pode ver uma grade forte)

Telas, Bitmaps, Resolução

[5-10 min]

  • Pergunte aos participantes: quando artistas como Chuck Close e George Seurat criam uma imagem, no que eles estão trabalhando? Qual é a superfície em que trabalham? (As respostas podem ser: papel, tela, madeira, paredes para muralistas, etc.)

  • Saliente que, no mundo real, esses itens sempre têm dimensões mensuráveis - sejam minúsculos, pequenos ou grandes como o lado de um prédio.

  • Quando olhamos para imagens digitais: qual é a superfície? Qual é o equivalente digital de uma tela ou folha de papel? (Respostas: as telas de nossos monitores de computador ou telefones ou notebooks ou TVs.)

  • Aponte que, como papel ou quadro, as telas também têm dimensões físicas (por exemplo, a altura e a largura do smartphone ou da tela do computador).

  • Além disso, as telas têm restrições digitais. Cada tela tem um número máximo de pixels disponíveis para exibir imagens. Isso é chamado de resolução de tela. É expresso em duas dimensões, largura e altura em pixels. Exemplos:

    • 1280 x 800

    • 1024 x 640

  • Observe que não há medida oficial fixa para um pixel. Depende das dimensões físicas da tela e da resolução da tela.

  • Um outdoor gigante na Times Square pode ter um tamanho de pixel de 12 polegadas por 12 polegadas e seu smartwatch terá um tamanho de pixel microscópico.

  • Explique aos participantes que quando usamos computadores para criar ou exibir uma imagem feita a partir de muitos pixels, o computador usa uma grade – uma matriz de pixels, chamada bitmap, para organizar as informações visuais.

  • Cada “bit” de informação na imagem, cada pixel, tem sua própria localização única na grade ou “mapa”.

  • Isto é válido para fotografias digitais, bem como obras de arte digitais ou imagens – como logotipos ou ilustrações – criadas a partir do zero.

  • Veja um exemplo, uma imagem de um ouriço e um close dos pixels que compõem o olho:

  • Como uma tela de exibição, uma imagem também tem resolução – o número total de pixels na imagem inteira.

  • Calculamos a resolução de uma imagem multiplicando a largura e a altura do bitmap.

  • Pergunte aos participantes: quem ouviu o termo “baixa resolução”? Ou “alta resolução?” O que isso significa? (respostas: baixa resolução significa uma imagem com menos pixels, alta resolução significa uma imagem com mais pixels. Quanto mais pixels houver na imagem, mais informações e detalhes obteremos.)

Off-line: Arte Pixel Analógica

[15-20 min]

  • Explique aos participantes que eles criarão alguma arte usando pixels, mas de maneira analógica. Eles criarão uma imagem que eles poderão transformar posteriormente em formato digital para uso na web.

  • Discuta brevemente a comunicação visual on-line: existem maneiras de usar imagens para se comunicar com outras pessoas on-line? (as respostas aqui podem ser: botão curtir do Facebook, emojis, avatares, etc.) Quais são os exemplos? Como e o que essas imagens dizem? Há algo que você quer comunicar mas que ainda não existe uma imagem? O que isso poderia ser? Que tipo de comunicação você gostaria de ver mais ou menos on-line?

  • Explique as restrições de atividade: como não temos o dia todo, provavelmente usaremos um bitmap menor para criar uma imagem de baixa resolução, algo sem muitos pixels. Veja um exemplo familiar:

  • Para preparar, você pode atribuir diferentes tamanhos de bitmap a diferentes grupos ou convidar grupos para selecionar o tamanho – eles querem trabalhar com grade de 5x5? Uma grade de 10x10? Uma grade de 25x25?

    Dica! Peça aos usuários que considerem quantos pixels precisam para criar uma imagem legível. Você também pode pedir que eles façam um pouco de matemática – quantos pixels eles precisarão para cada opção?

  • Mova os participantes para grupos menores (ou seja, 3 ou 4).

  • Incentive os participantes, em grupo, a pensar sobre o que gostariam de comunicar com a sua imagem (e, se for uma opção, em que tamanho de grade estão trabalhando).

  • Incentive o “sim” e o brainstorming – receba muitas ideias, não seja rápido demais para dispensar.*

  • Convide-os a planejar a ideia em um quadro branco, flipchart ou papel de rascunho.

    Dica! O papel do caderno em grade pode funcionar bem aqui.

  • Peça aos participantes que usem fitas adesivas para dispor a grade de pixels.

  • Distribua uma grande pilha de notas autoadesivas multicoloridas ou quadrados de papel multicolorido cortados para cada grupo. Se quiser, você pode oferecer a eles a opção de reduzi-los a tamanhos de pixels menores.

  • Dê aos grupos cerca de 10 minutos para construir a arte a partir de suas notas autoadesivas ou papel.

  • Tire fotos do produto acabado de cada grupo, caso haja uma catástrofe na mesa mais tarde.

  • Obtenha toda a atenção do grupo e faça com que todos vejam cada criação, enquanto o grupo fala sobre o que eles fizeram, o que eles querem comunicar, seu processo e quaisquer outras ideias.

  • Para finalizar, pergunte aos participantes sobre o processo:

    • Como foi a sensação de construir arte com blocos de cor em vez de desenhar ou pintar em uma página em branco ou tela do zero?

    • Quais foram os desafios?

    • Você ficou surpreso com o quanto você pode se comunicar com pixels?

    • Como a resolução entrou em jogo? Como o fator de cor entrou?

On-line: Arte Pixel Digital

[15-20 min]

  • Explique aos participantes que eles usarão uma ferramenta baseada na web para criar suas próprias versões digitais da arte de pixel analógica que acabaram de criar. Você pode usar a tecnologia para desenhar e pintar, e não apenas usar sua câmera para gravar.

  • Direcione-os para https://make8bitart.com/

  • Opcional: discuta o conceito de “8 bits”.

  • Demonstre como usar o seletor de cores, como desenhar na tela e como apagar os pixels que eles não querem.

  • Mostre como a seleção do tamanho do pincel pode ajudá-lo a preencher rapidamente áreas maiores.

  • Demonstrar como salvar como um png. Se os participantes são novos no uso do computador, saiba que eles podem precisar de instruções passo a passo.

  • Opcional: explique que o formato png permite pixels transparentes, sendo algo que um .jpg, um formato antigo, não faz. Os pixels transparentes são úteis para um adesivo, pois não há um plano de fundo na imagem, parecendo que ela foi recortada e colocada aonde você quiser, como um adesivo da vida real (IRL - In Real Life).

  • Dê aos usuários 5 minutos para replicar seus adesivos analógicos – isso não deve demorar muito, pois os adesivos já foram projetados!

  • Convide-os a postar os adesivos nas mídias sociais, enviar por e-mail ou adicionar os adesivos aos seus próprios sites.

  • Se houver interesse, permita que os usuários brinquem com o software e criem novos adesivos.

Reflexão da Experiência de Aprendizagem

[5 min]

  • O que você gostou sobre esta atividade?

  • Se você puder ensinar essa atividade a um público específico, o que você mudaria no processo, estrutura ou conteúdo para melhor atender às necessidades desse público?

Geraldo Barros